Terminal de ônibus no Galeão: triste Déjà Vu…

20 10 2007

Eu estou começando a perder a vontade de querer alguma coisa melhor pra essa porcaria de lugar. Não aguento mais ler essas notícias atrasadas, esse “avanço” medíocre rumo ao progresso tão proclamado por esses governantes que temos por aqui. Como eu queria falar mais, xingar, gritar pra ver se algo sai de diferente. Mas, não adianta. Somos todos comandados por uma corja de auto-proclamadores da revolução, de uma revolução patética, mascarada, e mentirosa.

Realmente me deixa indignado cada vez que passa, a cada merda de um ano novo, eles simplesmente “taparem o buraco com chiclete”, maquiarem a solução de um problema maior e deixar a bomba estourar no colo de um outro otário, que adiará uma solução eficaz acerca das decisões que já deveriam ter sido tomadas há tempo.

Estou falando tudo isso pra poder anunciar mais uma “grande” obra do governo municipal: o terminal de ônibus do Galeão! Realmente, é tudo o que um grande aeroporto precisa: um novo Américo Fontenelle pra fazer a merda acontecer de vez na cidade. É sempre assim, são sempre essas soluções “ordenadas” que esses engravatados, que eu não posso chamar de coisa pior, anunciam como a grande promessa do ano! Não sou o maior entendedor de política. Na verdade, o pouco que eu conheço eu aprendi há muito pouco tempo. E o que eu tenho visto de uns tempos pra cá, é justamente isso.

Uma das coisas que mais me frustraram em relação á promessas furadas de infra-estrutura da cidade é a ligação metrô-barra. Já há tempos que essa é uma obra necessária. Pra não dizer, na verdade, que qualquer expansão do metro, estagnada por 20 anos, já é algo necessário. Porém, depois de todo o estudo para o Plano Diretor de Trasnportes na Região Metropolitana, feito durante o governo Rosinha, onde realmente se anunciava projetos de porte gigantesco, apropriado para as necessidades da região, os governos municipal e estadual atrasaram até o último minuto qualquer investimento na área pra depois anunciarem uma paliativa conexão metrô-barra via ônibus, através de uma licitação que durará mais de uma década, pelo menos. O que isso significa? Que com a peneira se fez a sombra na cidade, e o cidadão otário voltou a sorrir novamente… até que o Elevado do Joá engarrafou-se outra vez e entrou em obras para o delírio do desgraçado enlatado naquele delicioso transporte que resolverá seus problemas por uma década e meia…

Seguindo a mesma missão “apostólica” de enganar com balinhas a fome da “creche” eleitoral, nossos salvadores da pátria anunciaram, recentemente, mais uma medida pra, digamos, encher os olhos e ocupar a mídia. Outra vez optaram por investimentos em conexões poluentes, barulhentas, lentas e ineficazes no seu propósito de transportar a massa. Decidiram fazer linhas de ônibus entre os municípios da Baixada Fluminense e a Barra da Tijuca. Provavelmente, já no meio do ano que vem teremos alguns enjaulados irados viajando nesse transporte do futuro, que será o seu companheiro por duas décadas – renováveis!

Enquanto isso, medidas suficientemente inteligente para interligação de uma das maiores cidades do país, ficam somente no papel. Sim, claro, não é nenhuma novidade isso pro sujeito tupiniquim. A questão é que, não bastassem as promessas furadas, os governos locais estão simplesmente dando doce pro cidadão parar de chorar durante toda a infeliz estadia na casa das mamatas, postergando, então, decisões já atrasadas acerca do real progresso de uma cidade e sua região. Essas licitações, ao meu entender, são medidas de contenção de projetos mais caros, e por isso mais eficiente, que, enquanto as tais medidas estiverem em vigor, os benditos projetos serão deixados de lado. O que eu quero salientar, portanto, é o tempo programado e, por incrível que pareça, com chances de ser renovado, para cada licitação que deveria ser apenas, como eles não querem que percebam, paliativas. Eles anunciam uma medida de solução á curto prazo que, contratualmente, deverá funcionar por décadas e décadas a fio. E a chance de algo que projete a cidade pra um outro patamar é visto ir embora, com ares de déjà vu.

Por quanto tempo mais esse filme passará em câmera lenta e modo repetir pra gente?


Ações

Information

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: