As surpresas de um Reveillón… no morro!

2 01 2008

A festa na praia estava começando a ficar contagiante. A esta altura, assumia o comando da festa o Dj Malboro. Ali começaria, então, a se escrever mais um capítulo da história do Reveillón do Rio de Janeiro.

Os fogos ainda explodiam, mansamente, em algumas balsas. O que ainda garantiu um ar de comemoração. Afinal, ainda melhor que um céu de luzes e explosões de uma só vez, é poder continuar a festa com um brilho no céu a lembrar: sorria, o ano novo chegou! Então, no embalo de algumas músicas, o céu se enchia de cor, as vezes lá ao fundo, ás vezes logo na sua frente. Mas, de repente, os fogos vinham também de trás.

E aí o sorriso estampou no rosto de um carioca amante dessa terra: uma das comunidades que tem a melhor vista da cidade, estava se afirmando como uma verdadeira comunidade — Cantagalo está em festa!

E era isso mesmo! O morro em Copacabana se enchia de festa e alegria pra brindar a chegada de 2008. E não dá pra deixar de dizer: pro coração de um amante desse lugar, que mesmo sabendo de suas belezes internacionalmente conhecidas e suas mazelas tristemente espalhadas por aí, não há alegria maior que ver o nosso povo lá do alto de sua beleza e seu esforço, realizar uma festa deles, pra eles, e pra disputar a atenção de quem está em baixo, vendo de longe, diferente de todos os outros anos, a festa deles.

E isso é o Reveillón carioca. É uma festa de todos, onde todos comemoram. Muitos, claro, estão juntos, na praia, no maior exercício de convívio social, algo que nossa terra tem a ensinar aos outros de diferentes culturas. Nós nos reunimos, nós damos festa. Muitos estavam bêbados, mas todos muito felizes. E isso é uma coisa que, quem vem de fora, vê e dá valor á nossa festa. É até difícil expressar a alegria, pra quem gosta, claro, de ver como tudo sai bem, na sua maioria, numa festa de proporções gigantescas. É bom que não se esqueça que em nenhum outro lugar desse planeta, em nenhuma outra cultura, terra ou cidade, ninguém se reúne dessa forma, nem nessa quantidade.

E os fogos do Cantagalo não páram! E foi realmente a surpresa da noite. Os organizadores da festa, cá em baixo, até tentaram fazer algo diferente, inesquecível, que no final, deu certo com seu propósito principal: comemorar a chegada de 2008. Mas, eles conseguiram, também, o memorável fato de terem tido o maior número de erros. Foi bom estar lá, é ótimo participar dessa festa, mas, espero do fundo do coração que erros ruins como esses, como o de um detonador com relógio de ponteiro e isolado sem comunicação, não se repita em ano nenhum. Porque, dessa vez, eu não tive contagem regressiva… Pra mim, um pouco de 2007 ainda ficou na minha cabeça que não entendeu a sua passagem.

“Nossa, tá boa a coisa na favela hein! Megaprodução” — disse uma espectadora dos fogos em copacabana sobre os fogos no Cantagalo. E, como eu achei essa frase emblemática, prometi colocá-la aqui.

Eu não sei se alguém do Cantagalo vai ler esse post, que foi feito em homenagem a eles. Mas, se alguém de lá vier aqui, quero dizer que a surpresa da noite foram vocês, que a festa de vocês garantiram bons momentos de emoção a quem entendia o quê aquilo significava. Acho que serve de exemplo, esse reveillón particular, essa afirmação de que vocês também tem vez na sociedade. E se a mídia não noticiou a felicidade dos fogos lá no alto do morro, eu no meu pequeno blog faço essa homenagem e desejo a vocês, um grande ano, de conquistas prometidas por ações políticas, e conquistas pessoais de todos vocês. Parabéns a quem quer que tenha tido a idéia e a vontade de fazer esse espetáculo!


Ações

Information

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: