Conheça o documento da candidatura Rio2016

15 01 2008

Rio2016Conforme publicado aqui no Digo, hoje, 15 de janeiro seria o dia para liberação do documento carioca entregue ao COI (Comitê Olímpico Internacional) para a candidatura do Rio aos Jogos Olímpicos.

O documento, de 90 páginas divididos em 25 capítulos, cada um abordando um tema do questionário feito pelo COI, vem bastante carregando de confiança no Rio com uma cidade sede dos jogos em 2016:

Para o Governador do Estado do Rio de Janeiro, Sergio Cabral, chegou o momento de o Rio de Janeiro sediar os Jogos Olímpicos. “O momento é esse. Fizemos o nosso dever de casa e temos um projeto sólido. O Rio de Janeiro está pronto para demonstrar ao mundo uma forma única de celebrar os Jogos Olímpicos”, afirmou.

Conheça o documento, na íntegra, disponível para download em PDF aqui.





Conheça detalhes do que é o projeto Rio 2016

8 01 2008

Como disse anteriormente, o COB (Comitê Olímpico Brasileiro) entregará essa semana o questionário ao COI (que é o Comitê Internacional, já tá na hora de saber né!?). O questionário não é o documento final de candidatura de uma cidade aos Jogos. Esse documento, que é o Dossiê de Candidatura, ainda não está pronto, e, todas as cidades, tem até 12 de fevereiro de 2009 para entregá-lo.

O questionário, em sí, você poderá ver na íntegra no site oficial do Rio 2016, a partir de 15 de janeiro. Enquanto isso, antes que você fique na ansiedade pra saber o que o Rio pretende fazer pra sediar as olimpíadas, o COB resolveu entregar alguns detalhes muito interessantes:

Além de declarar que o Rio de Janeiro é a única cidade que tem mais da metade das suas instalações já prontas pra receber os jogos, instalações essas modernas e recém construídas, além das reformas de instalações como Maracanazinho e o Maracanã, o COB adiantou vários dados do Rio 2016.

  • Sua realização se daria entre 5 a 21 de agosto, para os Jogos Olímpicos e 7 a 18 de setembro para os Jogos Paraolímpicos. A justificativa são as condições climáticas favoráveis a prática de esportes. As férias escolares que normalmente são em julho, se dariam em agosto, excepcionalmente.
  • De acordo com o projeto, 11 instalações serão construídas e 4 serão temporárias.
  • Por enquanto, o orçamento do projeto dá conta das reformas das instalações já existente, construção de novas e montagem de instalações temporárias com um custo total de US$508 milhões, cerca de R$1 bilhão.
  • Novamente a Barra da Tijuca será a região que concentrará a maior parte dos Jogos, com 56% das instalações (20 modalidades).
  • Além das competições, a Barra sediará, também, o Parque Olímpico, a Vila Olímpica, as duas Vilas de Mídia, o Centro Principal de Imprensa (MPC), o Centro Internacional de Rádio e Televisão (IBC) e os Hotéis Oficiais do COI e do IPC.
  • Com a criação do Parque Olímpico, anuncia-se, então, o fim do Autódromo Nelson Piquet. O Rio perderá esse autódromo, mas, ganhará outro mais moderno, naturalmente, em Deodoro ou Santa Cruz. Quem sabe a F1 não venha pro Rio com esse novo autódromo também?!
  • Dentro desse Parque Olímpico, uma coisa será construída nele, independetemente do Rio sediar, ou não, os jogos: Centro Olímpico de Treinamento.
  • Além da Barra, as competições se darão, também, em outras 3 regiões: Copacabana, Maracanã e Deodoro.
  • Em Deodoro, o projeto Rio 2016 pretende construir também um Parque Radical, pra praticas de esportes radicais durante os jogos como caiaque slalom, ciclismo BMX e ciclismo mountain bike. Após os jogos, serão construídas outras instalações esportivas voltadas para o público jovem.

TRANSPORTE

  • O orçamento proposto até soa grandioso: US$ 2,6 bilhões. Suas aplicações são diversas, e esse orçamento não inclui, unicamente, os gastos públicos. Mas, o projeto soou um pouco decepcionante pra mim.
  • O grupo que analisa as questões de transporte para o Rio 2016 sugeriu a construção de sistemas BRT (Bus Rapid Transit) em corredores exclusivos na cidade.

Eu sou veementemente contra instalação de novas opções de transporte sobre pneus. Não é moderno, gera poluição, e não comporta a quantidade necessária de pessoa num único veículo tal qual outras opções como VLT e o próprio metrô. A Metro Rio criou uma interessante linha Copacabana-Barra, mas, claro, suscetível ao trânsito. Com esse anúncio, o Rio tímidamente enterra projetos de metrô na Barra, que, embora sua expansão seja incluida no projeto, duvido com todo o meu conhecimento no assunto, que uma nova linha, que não a 3 que não ficará no Rio, seja criada. O Rio necessita de um sistema SOBRE TRILHOS interligando aeroportos e rodoviária, que é o mínimo do mínimo possível a ser exigido.

  • O sistema BRT é o mesmo já utilizado em Curitiba. Seus corredores propostos no projeto ligariam Barra-Deodoro, Barra-Penha e Barra- Zona Sul.
  • Novas vias, reforma e ampliação dos sistemas de metrô e trens urbanos e a conclusão do Arco Rodoviário na região metropolitana também estão incluídos. Até agora, porém, não citaram uma ligação aeroporto-centro, pelo menos…

Panorama geral Rio 2016:

  • Além do autódromo, um outro equipamento emblemático no Rio acaba de ganhar o seu fim: a Cidade do Rock. No mesmo lugar, será construída a Vila Olímpica. Com o Rock in Rio anunciado pra 2014, já podemos esperar uma solução do Medina para o caso, haja visto que em 2014 a Vila, se não pronta, deverá estar em construção.
  • Todas as competições serão realizadas na Cidade do Rio de Janeiro, exceto, futebol, que está planejado para ocorrer em Brasília, Belo Horizonte, São Paulo e Salvador, dependendo da CBF.
  • As acomodações previstas para serem disponibilizadas no Rio estão em torno de 50.000 quartos. A exigência do COI é de 40.000 quartos para poder realizar uma olimpíada.
  • Rio 2016 com lagoas limpas (de jacarépaguá), mas, nada de Baía de Guanabara… Sidney consegiu despoluir sua baía, porque o Rio não pode?

E é assim que a Cidade pretende se preparar. Até lá, muita coisa pode mudar, mas, uma vez apresentado o Dossiê para o COI, as modificações têm obrigação de ser pra melhor, com o risco de a cidade escolhida ser banida por descumprimento de metas.

Isso significa, que, no mínimo, esse será o Rio de Janeiro em 2016. Que venha 2 de outubro de 2009 pra garantirmos, pelo menos, isso!





E vamos pro abraço! Rio 2016 com tudo em cima!

8 01 2008

A cidade do Rio de Janeiro, muito cantada em belíssimas canções, preparará uma grande valsa que será dançada ao som de suas mais belas canções e sob o brilho dos fogos que darão o encanto da festa mais disputada do planeta, num Maracanã lotado pra ver a coroação da Cidade Maravilhosa, apenas 2 anos depois de ter sido palco da festa mais esperada pela atual geração de Brasileiros que sonham com a final da Copa 2014.

Esse cenário, que admito poético, não está muito distante da realidade não. O Rio de Janeiro está, sim, amedrontando seus concorrentes postulantes à Sede dos Jogos Olímpicos 2016, e com toda a pompa do nome, a carioquinha está fazendo bonito. Isso porque, não tão surpreendemente assim, o Rio já tem, hoje, 2008, mais da metada das instalações dos jogos prontas! Cidade nenhuma tem esse poder de barganha. Claro que isso não é fator dominante, pois o anúncio será feito 7 anos antes justamente pra dar tempo a cidade eleita de se preparar pra grande festa.

De acordo com o Comitê Olímpico Brasileiro (COB), “o Rio de Janeiro já apresenta instalações existente pra 72% dos atletas que competirão nos Jogos.”

É o PAN Rio 2007 mostrando seus resultados mais que bem-vindos!

Em comemoração ao fato, assista ao vídeo da Candidatura do Rio de Janeiro aos Jogos!





Rio 2016 – Propostas cariocas serão entregues essa semana

8 01 2008

Os detalhes, a fundo, da proposta, ainda não conhecemos. Mas, a confiança de que o Rio poderá continuar na disputa e mais, vencê-la, é algo que parece estar sendo dividido entre todos aqueles envolvidos com o Rio, seja na esfera governamental, esportiva e, também, afetiva, afinal, moradores e pessoas que gostam do Rio, viram, ano passado, que a Cidade Maravilhosa pode, sim, receber essa coroação belíssima, que é um evento desse porte.

Essa semana, na sexta-feira, o COB (Comite Olímpico Brasileiro) entregará ao COI (Comite Olímpico Internacional), o Questionário de Postulação dos Jogos Olímpicos de 2016. Nesse questionário, que você poderá ver exatamente do que se trata, a partir do dia 15/01 no site Rio 2016, é um documento que a cidade almejante à sede dos Jogos, responde, se comprometendo a se adequar às necessidades impostas por uma olimpíada.

O que se precisa fazer, nós já sabemos, que é a melhoria na questão dos transportes e hospedagens, além de definições acerca de novas instalações olímpicas.

Com a entrega desse documento, o Rio de Janeiro cumpre uma primeira etapa, pra poder se escolhida em junho desse ano, 2008, como uma cidade candidata que continuará na disputa até que, em outubro de 2009 o COI definitivamente anuncie a grande vencedora.

Isso dá samba! “O Rio de Janeiro vai ficar mais lindo…”





As surpresas de um Reveillón… no morro!

2 01 2008

A festa na praia estava começando a ficar contagiante. A esta altura, assumia o comando da festa o Dj Malboro. Ali começaria, então, a se escrever mais um capítulo da história do Reveillón do Rio de Janeiro.

Os fogos ainda explodiam, mansamente, em algumas balsas. O que ainda garantiu um ar de comemoração. Afinal, ainda melhor que um céu de luzes e explosões de uma só vez, é poder continuar a festa com um brilho no céu a lembrar: sorria, o ano novo chegou! Então, no embalo de algumas músicas, o céu se enchia de cor, as vezes lá ao fundo, ás vezes logo na sua frente. Mas, de repente, os fogos vinham também de trás.

E aí o sorriso estampou no rosto de um carioca amante dessa terra: uma das comunidades que tem a melhor vista da cidade, estava se afirmando como uma verdadeira comunidade — Cantagalo está em festa!

E era isso mesmo! O morro em Copacabana se enchia de festa e alegria pra brindar a chegada de 2008. E não dá pra deixar de dizer: pro coração de um amante desse lugar, que mesmo sabendo de suas belezes internacionalmente conhecidas e suas mazelas tristemente espalhadas por aí, não há alegria maior que ver o nosso povo lá do alto de sua beleza e seu esforço, realizar uma festa deles, pra eles, e pra disputar a atenção de quem está em baixo, vendo de longe, diferente de todos os outros anos, a festa deles.

E isso é o Reveillón carioca. É uma festa de todos, onde todos comemoram. Muitos, claro, estão juntos, na praia, no maior exercício de convívio social, algo que nossa terra tem a ensinar aos outros de diferentes culturas. Nós nos reunimos, nós damos festa. Muitos estavam bêbados, mas todos muito felizes. E isso é uma coisa que, quem vem de fora, vê e dá valor á nossa festa. É até difícil expressar a alegria, pra quem gosta, claro, de ver como tudo sai bem, na sua maioria, numa festa de proporções gigantescas. É bom que não se esqueça que em nenhum outro lugar desse planeta, em nenhuma outra cultura, terra ou cidade, ninguém se reúne dessa forma, nem nessa quantidade.

E os fogos do Cantagalo não páram! E foi realmente a surpresa da noite. Os organizadores da festa, cá em baixo, até tentaram fazer algo diferente, inesquecível, que no final, deu certo com seu propósito principal: comemorar a chegada de 2008. Mas, eles conseguiram, também, o memorável fato de terem tido o maior número de erros. Foi bom estar lá, é ótimo participar dessa festa, mas, espero do fundo do coração que erros ruins como esses, como o de um detonador com relógio de ponteiro e isolado sem comunicação, não se repita em ano nenhum. Porque, dessa vez, eu não tive contagem regressiva… Pra mim, um pouco de 2007 ainda ficou na minha cabeça que não entendeu a sua passagem.

“Nossa, tá boa a coisa na favela hein! Megaprodução” — disse uma espectadora dos fogos em copacabana sobre os fogos no Cantagalo. E, como eu achei essa frase emblemática, prometi colocá-la aqui.

Eu não sei se alguém do Cantagalo vai ler esse post, que foi feito em homenagem a eles. Mas, se alguém de lá vier aqui, quero dizer que a surpresa da noite foram vocês, que a festa de vocês garantiram bons momentos de emoção a quem entendia o quê aquilo significava. Acho que serve de exemplo, esse reveillón particular, essa afirmação de que vocês também tem vez na sociedade. E se a mídia não noticiou a felicidade dos fogos lá no alto do morro, eu no meu pequeno blog faço essa homenagem e desejo a vocês, um grande ano, de conquistas prometidas por ações políticas, e conquistas pessoais de todos vocês. Parabéns a quem quer que tenha tido a idéia e a vontade de fazer esse espetáculo!





As surpresas de um Reveillón Carioca

2 01 2008

23:58:45 – segunda-feira, 31 de dezembro de 2007… Peraí, 2007? Mas, os fogos já não começaram?!

Sim, frustrantemente sim. E eu estava de costas, começando a me preparar pra contagem regressiva e olhando o relógio de um hotel da orla… Alguns gritinhos tímidos aqui, outros olhares um pouco animados ali, mas, durante os primeiros 5 minutos de queima de fogos o clima era um só: “começou mesmo 2008?” Parecia que a qualquer momento, tudo iria parar, e eles começariam de novo… e com direito a contagem regressiva. Sim, porque começar um ano sem ter alardeado ele nos últimos segundos do ano anterior, é como se ele, o ano novo, não tivesse chegado.

Mas, eles continuaram lá, explodindo, explodindo, e a multidão assistindo calada. Depois de alguns episódios acalorados das multidões no Rio de Janeiro esse ano, cheguei a achar que, por um triz, um coral de vozes entoaria um coro nada animador, assim que os fogos terminassem… Ainda bem que Lula não apareceu no telão né? Senão, cantariam em uníssono um vibrante e intenso “u”!

Mas, não aconteceu… os fogos, de início, não me alegraram. Pra falar a verdade, não agradou foi ninguém. Só que a minha alma carioca estava cansada dessas demonstrações de sentimento em massa, onde, civilizadamente, tenho que adimitir, o povo demonstra sua insatisfação em uma só vogal. Bastava, sabe? A festa tinha que ter algo que levantasse a galera. Alguma coisa precisava acontecer pra eu poder ouvir alegre os aplausos de, se não os 2 milhões, sua maior parte. E por uma coisa programada que saiu meio errada, eles vieram.

A produção programou como um segredo anunciado em todos os jornais, que haveria um bis, haveria uma pausa onde alguém naquele palco, que também não virou uma bola de cristal como planejado, perguntaria a todos se eles queriam mais… acho que esse sujeito nem precisou subir no palco. Mais uma vez as bombas estouraram ao seu bel-prazer… Mas, não teve jeito. Isso pegou a multidão de surpresa, que, embora estivessem já esperando uma calmaria nos fogos e um cara no microfone, ninguém estava mesmo esperando que eles explodiriam em tanta beleza, como se o ano tivesse, naquele momento, acabado de começar. Aí sim 2008 chegou! O bis, que tava mais pra uma explosão gigantesca no meio de outras que só estavam mais calminhas, chegou pra levantar o ânimo. E os abraços rolaram, o sorriso se desenhou e a platéia vibrou.

Havia na água uma disputa de atenção entre dois, dos “menores gigantes” no mar. Não teve “Costa Mágica”, nem “Splendour of The Seas”. Quem quis chamar atenção mesmo foi um sócio milionário de um bilionário excêntrico. De repente, uma disputa de “espadas de luzes” se dava no céu de copacabana. Um canhão potente de luz de um contra outro mais potente ainda do outro. E formavam raios intensos no céu, onde o espetáculo ainda brilhava.

E assim se deu o maior reveillón do mundo! Porque, mesmo com todas essas falhas, Copacabana ainda dá a maior e melhor festa de todas!

O Rio de Janeiro continua lindo…





Class-One GP: Corrida de barcos no Rio com data marcada!

27 12 2007

Foi notícia em Agosto no Digo e no Diário do Rio: a Cidade do Rio de Janeiro entraria na rota marítima desses barcos de alta velocidade e sediaria aqui, nas águas da Baía de Guanabara sua etapa nessa “Fórmula 1” dos barcos.

E agora está confirmado e datado: será dos dias 25 a 27 de abril, na orla do Flamengo. Os barcos sairão da Marina da Glória, passando pela praia do Flamengo e indo até a enseada de Botafogo, onde retornarão no mesmo percurso.

Agora é só esperar pelo RedBull Air Race marcar território nesse cenário maravilhoso! Ô Cidade!!!!