Conheça o documento da candidatura Rio2016

15 01 2008

Rio2016Conforme publicado aqui no Digo, hoje, 15 de janeiro seria o dia para liberação do documento carioca entregue ao COI (Comitê Olímpico Internacional) para a candidatura do Rio aos Jogos Olímpicos.

O documento, de 90 páginas divididos em 25 capítulos, cada um abordando um tema do questionário feito pelo COI, vem bastante carregando de confiança no Rio com uma cidade sede dos jogos em 2016:

Para o Governador do Estado do Rio de Janeiro, Sergio Cabral, chegou o momento de o Rio de Janeiro sediar os Jogos Olímpicos. “O momento é esse. Fizemos o nosso dever de casa e temos um projeto sólido. O Rio de Janeiro está pronto para demonstrar ao mundo uma forma única de celebrar os Jogos Olímpicos”, afirmou.

Conheça o documento, na íntegra, disponível para download em PDF aqui.





Conheça detalhes do que é o projeto Rio 2016

8 01 2008

Como disse anteriormente, o COB (Comitê Olímpico Brasileiro) entregará essa semana o questionário ao COI (que é o Comitê Internacional, já tá na hora de saber né!?). O questionário não é o documento final de candidatura de uma cidade aos Jogos. Esse documento, que é o Dossiê de Candidatura, ainda não está pronto, e, todas as cidades, tem até 12 de fevereiro de 2009 para entregá-lo.

O questionário, em sí, você poderá ver na íntegra no site oficial do Rio 2016, a partir de 15 de janeiro. Enquanto isso, antes que você fique na ansiedade pra saber o que o Rio pretende fazer pra sediar as olimpíadas, o COB resolveu entregar alguns detalhes muito interessantes:

Além de declarar que o Rio de Janeiro é a única cidade que tem mais da metade das suas instalações já prontas pra receber os jogos, instalações essas modernas e recém construídas, além das reformas de instalações como Maracanazinho e o Maracanã, o COB adiantou vários dados do Rio 2016.

  • Sua realização se daria entre 5 a 21 de agosto, para os Jogos Olímpicos e 7 a 18 de setembro para os Jogos Paraolímpicos. A justificativa são as condições climáticas favoráveis a prática de esportes. As férias escolares que normalmente são em julho, se dariam em agosto, excepcionalmente.
  • De acordo com o projeto, 11 instalações serão construídas e 4 serão temporárias.
  • Por enquanto, o orçamento do projeto dá conta das reformas das instalações já existente, construção de novas e montagem de instalações temporárias com um custo total de US$508 milhões, cerca de R$1 bilhão.
  • Novamente a Barra da Tijuca será a região que concentrará a maior parte dos Jogos, com 56% das instalações (20 modalidades).
  • Além das competições, a Barra sediará, também, o Parque Olímpico, a Vila Olímpica, as duas Vilas de Mídia, o Centro Principal de Imprensa (MPC), o Centro Internacional de Rádio e Televisão (IBC) e os Hotéis Oficiais do COI e do IPC.
  • Com a criação do Parque Olímpico, anuncia-se, então, o fim do Autódromo Nelson Piquet. O Rio perderá esse autódromo, mas, ganhará outro mais moderno, naturalmente, em Deodoro ou Santa Cruz. Quem sabe a F1 não venha pro Rio com esse novo autódromo também?!
  • Dentro desse Parque Olímpico, uma coisa será construída nele, independetemente do Rio sediar, ou não, os jogos: Centro Olímpico de Treinamento.
  • Além da Barra, as competições se darão, também, em outras 3 regiões: Copacabana, Maracanã e Deodoro.
  • Em Deodoro, o projeto Rio 2016 pretende construir também um Parque Radical, pra praticas de esportes radicais durante os jogos como caiaque slalom, ciclismo BMX e ciclismo mountain bike. Após os jogos, serão construídas outras instalações esportivas voltadas para o público jovem.

TRANSPORTE

  • O orçamento proposto até soa grandioso: US$ 2,6 bilhões. Suas aplicações são diversas, e esse orçamento não inclui, unicamente, os gastos públicos. Mas, o projeto soou um pouco decepcionante pra mim.
  • O grupo que analisa as questões de transporte para o Rio 2016 sugeriu a construção de sistemas BRT (Bus Rapid Transit) em corredores exclusivos na cidade.

Eu sou veementemente contra instalação de novas opções de transporte sobre pneus. Não é moderno, gera poluição, e não comporta a quantidade necessária de pessoa num único veículo tal qual outras opções como VLT e o próprio metrô. A Metro Rio criou uma interessante linha Copacabana-Barra, mas, claro, suscetível ao trânsito. Com esse anúncio, o Rio tímidamente enterra projetos de metrô na Barra, que, embora sua expansão seja incluida no projeto, duvido com todo o meu conhecimento no assunto, que uma nova linha, que não a 3 que não ficará no Rio, seja criada. O Rio necessita de um sistema SOBRE TRILHOS interligando aeroportos e rodoviária, que é o mínimo do mínimo possível a ser exigido.

  • O sistema BRT é o mesmo já utilizado em Curitiba. Seus corredores propostos no projeto ligariam Barra-Deodoro, Barra-Penha e Barra- Zona Sul.
  • Novas vias, reforma e ampliação dos sistemas de metrô e trens urbanos e a conclusão do Arco Rodoviário na região metropolitana também estão incluídos. Até agora, porém, não citaram uma ligação aeroporto-centro, pelo menos…

Panorama geral Rio 2016:

  • Além do autódromo, um outro equipamento emblemático no Rio acaba de ganhar o seu fim: a Cidade do Rock. No mesmo lugar, será construída a Vila Olímpica. Com o Rock in Rio anunciado pra 2014, já podemos esperar uma solução do Medina para o caso, haja visto que em 2014 a Vila, se não pronta, deverá estar em construção.
  • Todas as competições serão realizadas na Cidade do Rio de Janeiro, exceto, futebol, que está planejado para ocorrer em Brasília, Belo Horizonte, São Paulo e Salvador, dependendo da CBF.
  • As acomodações previstas para serem disponibilizadas no Rio estão em torno de 50.000 quartos. A exigência do COI é de 40.000 quartos para poder realizar uma olimpíada.
  • Rio 2016 com lagoas limpas (de jacarépaguá), mas, nada de Baía de Guanabara… Sidney consegiu despoluir sua baía, porque o Rio não pode?

E é assim que a Cidade pretende se preparar. Até lá, muita coisa pode mudar, mas, uma vez apresentado o Dossiê para o COI, as modificações têm obrigação de ser pra melhor, com o risco de a cidade escolhida ser banida por descumprimento de metas.

Isso significa, que, no mínimo, esse será o Rio de Janeiro em 2016. Que venha 2 de outubro de 2009 pra garantirmos, pelo menos, isso!





E vamos pro abraço! Rio 2016 com tudo em cima!

8 01 2008

A cidade do Rio de Janeiro, muito cantada em belíssimas canções, preparará uma grande valsa que será dançada ao som de suas mais belas canções e sob o brilho dos fogos que darão o encanto da festa mais disputada do planeta, num Maracanã lotado pra ver a coroação da Cidade Maravilhosa, apenas 2 anos depois de ter sido palco da festa mais esperada pela atual geração de Brasileiros que sonham com a final da Copa 2014.

Esse cenário, que admito poético, não está muito distante da realidade não. O Rio de Janeiro está, sim, amedrontando seus concorrentes postulantes à Sede dos Jogos Olímpicos 2016, e com toda a pompa do nome, a carioquinha está fazendo bonito. Isso porque, não tão surpreendemente assim, o Rio já tem, hoje, 2008, mais da metada das instalações dos jogos prontas! Cidade nenhuma tem esse poder de barganha. Claro que isso não é fator dominante, pois o anúncio será feito 7 anos antes justamente pra dar tempo a cidade eleita de se preparar pra grande festa.

De acordo com o Comitê Olímpico Brasileiro (COB), “o Rio de Janeiro já apresenta instalações existente pra 72% dos atletas que competirão nos Jogos.”

É o PAN Rio 2007 mostrando seus resultados mais que bem-vindos!

Em comemoração ao fato, assista ao vídeo da Candidatura do Rio de Janeiro aos Jogos!





Rio 2016 – Propostas cariocas serão entregues essa semana

8 01 2008

Os detalhes, a fundo, da proposta, ainda não conhecemos. Mas, a confiança de que o Rio poderá continuar na disputa e mais, vencê-la, é algo que parece estar sendo dividido entre todos aqueles envolvidos com o Rio, seja na esfera governamental, esportiva e, também, afetiva, afinal, moradores e pessoas que gostam do Rio, viram, ano passado, que a Cidade Maravilhosa pode, sim, receber essa coroação belíssima, que é um evento desse porte.

Essa semana, na sexta-feira, o COB (Comite Olímpico Brasileiro) entregará ao COI (Comite Olímpico Internacional), o Questionário de Postulação dos Jogos Olímpicos de 2016. Nesse questionário, que você poderá ver exatamente do que se trata, a partir do dia 15/01 no site Rio 2016, é um documento que a cidade almejante à sede dos Jogos, responde, se comprometendo a se adequar às necessidades impostas por uma olimpíada.

O que se precisa fazer, nós já sabemos, que é a melhoria na questão dos transportes e hospedagens, além de definições acerca de novas instalações olímpicas.

Com a entrega desse documento, o Rio de Janeiro cumpre uma primeira etapa, pra poder se escolhida em junho desse ano, 2008, como uma cidade candidata que continuará na disputa até que, em outubro de 2009 o COI definitivamente anuncie a grande vencedora.

Isso dá samba! “O Rio de Janeiro vai ficar mais lindo…”





Class-One GP: Corrida de barcos no Rio com data marcada!

27 12 2007

Foi notícia em Agosto no Digo e no Diário do Rio: a Cidade do Rio de Janeiro entraria na rota marítima desses barcos de alta velocidade e sediaria aqui, nas águas da Baía de Guanabara sua etapa nessa “Fórmula 1” dos barcos.

E agora está confirmado e datado: será dos dias 25 a 27 de abril, na orla do Flamengo. Os barcos sairão da Marina da Glória, passando pela praia do Flamengo e indo até a enseada de Botafogo, onde retornarão no mesmo percurso.

Agora é só esperar pelo RedBull Air Race marcar território nesse cenário maravilhoso! Ô Cidade!!!!





2014 – 6 anos e meio pra alavancar o Turismo

6 11 2007

Um dos mestres do assunto viagem na blogsfera brasileira, também colunista da Revista Época, publicou na íntegra em seu blog o texto que ele escreveu na última edição da revista. Pra quem não sabe de quem eu estou falando, é o Ricardo Freire, do Viaje na Viagem.

Esse é um texto recomendado aos conspiradores de plantão, aos ativistas da entidade fracasso-certo, que profetizam inúmeras possibilidades pessimista a qualquer coisa que o país produza. E com inteligência e otimismo o Freire mostra como é possível que façamos a melhor Copa do Mundo sim. Após a Copa da Alemanha um novo paradigma foi ditado às cidades-sede sobre como receber e festejar a chegada dos torcedores e realização dos jogos. Criou-se, então, o modelo Copa+Carnaval durante os jogos, modelo que tem deverá ser aplicado facilmente na África do Sul, em 2010. Portanto, que outro país há nesse planeta pra fazer o maior e melhor carnaval do mundo e ainda ter a fácil missão de organizar e dar vida a uns joguinhos de futebol? Conhece algum que faça melhor que o Brasil? Acho que não… E como não poderia esquecer, o próprio Freire diz mais ou menos nessas palavras: “teremos seis anos e meio pra fazer o que fazemos em menos de um ano e é o melhor do mundo!” Com todo esse tempo, alguém duvida que teremos o melhor carnaval de TODOS OS TEMPOS?

“Há muito que ser feito, e seis anos passam rápido. Mas para quem faz o Réveillon de Copacabana, uma Copa do Mundo é fichinha” por Freire, no Viaje na Viagem





Copa 2014 no Brasil – Pode ser que sim, pode ser que não

30 10 2007

A FIFA confirmou hoje o já muito esperado anúncio oficial da realização da Copa do Mundo de Futebol no Brasil, daqui a 7 anos. Muito já foi falado, muitas fotos já sairam na internet a respeito dos projetos e muito, muito há de se cumprir pra que, realmente, a Copa seja sediada em solo brasileiro.

Porém, o que talvez nem todos saibam é que esse anúncio de hoje, 30/10/2007, não é a, digamos, bênção final da FIFA. Agora é a etapa do “depósito de confiança” da organização no país exigindo que todos os requisitos mínimos, além dos projetos propostos pelo país sejam estritamente seguidos, postos em prática, dentro do cronograma, inclusive, para, aí sim, a FIFA decretar ao Brasil o direito de sediar os jogos em ’14.

O que isso quer dizer? Quer dizer que, como pra todos os outros países isso também foi regra, para o Brasil não será uma exceção. Nosso país terá até 1º de junho de 2012 para apresentar todos, absolutamente todos os projetos a serem entregues até aquela data, de acordo com o cronograma de obras e desenvolvimento, ou, em alguns casos, comprovarem o andamento de obras em estágios que, de acordo com o previsto, estejam dentro do prazo até 2012 tendo tempo satisfatório até sua conclusão bem antes do inicio do mundial de futebol. Em outras palavras, a FIFA não tolera atraso. Felizmente, não haverão, caso o Brasil se comprometa profundamente, atrasos como houveram no PAN do Rio de Janeiro. Se o Rio se comprometer a construir 3 novas linhas de metrô, por exemplo, com 40km cada, ele terá de cumprir isso milimetricamente, dentro do prazo, senão a FIFA, nesse caso específico, cancelaria a participação Carioca no Mundial. Isso é só um exemplo. As obras, que a CBF junto com os Governadores dos estados interessados se decidiram por fazer, são tanto obras de infra-estrutura como de segurança, educação, entre outros.

Caso o Brasil não esteja seguindo como comprometido o projeto para realização do campeonato, a FIFA tem até junho de 2012 para anunciar o cancelamento do Brasil como país sede e escolher outro. E isso ela pode fazer em qualquer etapa do projeto, seja em 2009, ou depois, caso esteja algo indo muito errado. De acordo com matéria divulgada no O Globo, inspeções trimestrais serão feitas durante todos os anos e, caso algo errado seja detectado, a FIFA envia uma notificação exigindo respostas em até 72 horas.

Um coisa interessante que falaram:

“A Copa do Mundo tem uma particularidade porque o Brasil terá que realizar em cinco anos o que faria em 25 ou 30. Ou seja, isso seria muito bom para ajudar no desenvolvimento do país.”

Espero realmente que o nosso país não decepcione, que tudo que seja prometido seja cumprido. Não queremos nossa imagem mal na fita né?! Temos tudo pra transformar nossas cidades radicalmente pra receber o que o Romário declarou ser “a maior Copa do Mundo de todos os tempos” em seu discurso após a escolha.

Agora, queridos leitores, é esperar até 2009 pra torcer para o Rio de Janeiro ser anunciado como cidade sede dos Jogos Olímpicos de 2016! Aí não duvide: veremos VLTs (LRT em inglês), TGVs e um completo e novo sistema de infra-estrutura da cidade.

Essa próxima década promete!